Meu conselho após 4 anos…

Esse mês eu comemoro 4 anos morando sozinha. E como muitas pessoas me perguntam como é morar sozinha, quanto eu gasto, por que eu moro sem meus pais, do que eu me alimento, como sobrevivo e afins, eu decidi falar mais sobre isso e atrelar com o meu processo de autoconhecimento. Além de ser uma grande experiência (e um sonho que eu tinha desde pequena), quando eu tomei essa decisão, ouvi de algumas pessoas frases do tipo: “você não vai conseguir”,”jajá volta pra casa da vó”, “não faça isso, pense bem antes”. Maaaaas, depois de 4 anos, continuo firme e mais forte. E dividir todo esse o meu processo pode te ajudar também, pois não quero que você cometa os “erros” que eu cometi. Como diria Eleanor Roosevelt:

“Aprenda com os erros dos outros. Você não consegue viver tempo suficiente para cometer todos por si mesmo.”

Eleanor Roosevelt.

Eu vou começar com um conselho que eu sempre dou para quem me pergunta se vale a pena morar sozinha(o):

More sozinha(o) antes de decidir morar com outra pessoa.

Rocha, Carolyne. 2015.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, morar sozinho não é solidão, é solitude*. E é um dos processos mais profundos de autoconhecimento que eu pude experimentar. Também ouço isso de muitos amigos que moram/moraram sozinhos, é uma experiência transformadora para quem está disposto a pagar o preço.

E eu acredito que isso aconteça pelo simples fato de que nós nunca somos iguais quando estamos ao lado de outra pessoa e quando estamos sozinhos, independente de quem seja. Você pode até falar: “Nossa, mas tenho tanto intimidade com meu parceiro(a), consigo sempre ser eu mesma(o).” AHAM! Eu só aceito essa resposta se você já morou pelo menos uns 2 anos sozinha(o), e se for o caso, eu quero saber o que você faz. (A mãe ficar fora 3 meses não conta, viu?).
Uma coisa é ter alguém ali, olhando pra você, possivelmente julgando e criticando seus comportamentos. Outra, bem diferente, é quando você está sozinha(o) e pensa: “Posso fazer o que eu quiser aqui, ninguém está olhando”. Entende a diferença? Dá uma mega sensação de liberdade.

E que fique bem claro: não estou incentivando que as pessoas sejam solitárias, mas incentivo que sejamos independentes emocionalmente, mais desapegados, e o mais importante: que aprendamos a amar nossa própria companhia, para depois apreciar a companhia do outro. Se você não consegue ficar com você por muito tempo, como quer que outra pessoa se sinta bem com sua companhia?

Já ouvi frases do tipo: “Eu jamais conseguiria morar sozinha(o)”, “Não consigo ficar sozinho(a) por muito tempo”. Nesse caso, vejo 2 coisas: 1- essa pessoa não sabe que morar sozinho é diferente de ser/estar sozinho. 2- ela não aprecia a beleza que existe na solitude.

Eu concordo que a gente se conhece muito através do outro, porém se você não se permitir ficar sem o outro, você nunca vai se conhecer de verdade. A solitude é linda e a companhia de outra pessoa é linda também. Você não precisa abrir mão de uma para ter a outra, é simples assim. A diferença é que quando estamos sozinhos, vem a constatação: “Agora é por minha conta”, e ai a ficha cai. Porém, você se surpreende com sua força, com suas atitudes e ações. Você percebe que não era nada daquilo que falaram que você era ou que você pensava ser. Frágil? Delicada demais para fazer tal coisa? Não colocar a mão na massa? Não existe isso para quem está no jogo da vida. Porque na hora do vamos ver, você vai arregaçar as mangas e fazer acontecer. Se você não fizer, ninguém vai fazer por você. Então, muitas vezes, você descobre que mesmo com toda sua ternura, existe uma força enorme dentro de você, capaz de fazer o que for preciso para sobreviver e alcançar o que você realmente quer. E acredito que nos damos conta disso quando não há ninguém por perto para pedirmos ajuda naquele momento.

Importante ressaltar: não estou dizendo que devemos fazer tudo na vida sozinhos (por sinal, acredito que isso não é possível), já precisei de muita ajuda e adoro estar com ótimas companhias, mas existem momentos em que precisaremos lidar com nossas próprias questões, emoções e sentimentos, e ninguém no mundo fará isso tão bem quanto nós mesmos.

Por isso, conheça você profundamente, antes de querer conviver com outra pessoa (estou falando especificamente para quem pretende morar com o(a) parceiro(a) afetivo(a), não para quem quer dividir apê com amigos (falarei disso em outro post)). Para mim, se conhecer significa não projetar suas expectativas no outro e gerar frustrações. Existem outras formas de fazer isso, mas acredito que a experiência de morar sozinha seja a mais impactante e é a que eu experiencio hoje 🙂

Bom, espero que esse post faça sentido pra você, não estou querendo impor nada, mas acredito que seja uma experiência que agrega muito. Arrisco até dizer que, talvez muitos casamentos se salvariam se antes, as pessoas dedicassem tempo para o autoconhecimento e depois tomassem essa decisão.

Se você gostou, deixa um comentário me contando se você está passando por isso, ou pretende morar sozinha(o) eu vou amar saber 🙂
Beijos, Carol ❤

*Diferença entre solidão e solitude = solidão é se sentir sozinho abandonado,sentindo falta de ter alguém. Solitude = é estar só, porém inteiro com sua presença e se sentir bem com sua própria companhia.

2 comentários sobre “Meu conselho após 4 anos…

  1. pedroluizdasilvacruz disse:

    Muito bom, Carol!!! Vivo há 31 anos com a minha família, mas presenciei muita coisa complicada… Já senti solidão quando minha casa estava cheia de gente, mas não estava sentindo afinidade com ninguém . Mas depois que fiz as sessões de Thetahealing cada vez mais sinto solitude… é na igreja, no banho, no fretado… pra mim a solitude é a própria completude, é a felicidade de sentir o Criador de tudo o que é em tudo … obviamente ainda sinto solidão às vezes, mas graças a você e ao Thetahealing, cada vez mais, a solidão vai se tornando algo remoto… Gratidão!🙏🏽❤️

    Curtir

    • issoepramim disse:

      Nossa Pedro! Eu nem tinha pensando nisso… o quanto nos sentimentos sozinhos mesmo com a companhia dos outros. Aí que delicia ouvir isso é poder compartilhar isso. Agradeço muito por sua amizade que sei que levarei por muitos e muitos anos! ♥️♥️

      Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s