Pra quem tá com fome, qualquer migalha vira banquete.

Já ouviu a premissa de nunca ir com fome pro supermercado porque você vai gastar muito mais e tende a comprar alimentos não tão saudáveis? Eu mesma já fiz esse teste e é real, oficial.
Pensando nisso, e em algumas outras coisas que andei observando, decidi juntar umas histórias que ficaram na minha cabeça e montei esse post. Talvez no começo não faça muito sentido, mas prometo que você vai entender melhor.

Eu atendi uma moça que me falou que os relacionamentos dela não duravam muito, na verdade, nem começavam, e ela não entendia o que estava acontecendo. E ai, trabalhando algumas crenças e padrões, quando questionei sobre os últimos relacionamentos, ela me falou um discurso muito familiar. Eu já ouvi em vários atendimentos, de várias amigas e confesso que eu mesma já falei: “No começo, ele era maravilhoso, fazia tudo por mim, mas depois, se mostrou ser uma pessoa bem diferente”. Será que você já usou essa também? Pois é. Hoje, quando ouço isso, eu sempre fico me questionando: “Será que a pessoa ficou diferente ou você que não estava enxergando quem ela realmente era?”.

Eu sei que, no começo, é muito difícil entender qual é a da pessoa, somos tomados por aquela sensação de estar conhecendo alguém, aquele mistério, a novidade. Essas coisas são maravilhosas e ao mesmo tempo perigosas, pois são coisas que animam a gente e que podem nos cegar ao mesmo tempo. Acho que passamos a entender melhor quais são as intenções reais da pessoa depois que ela consegue aquilo que ela quer, independente do que seja: te seduzir, te levar pra cama, sentir que você se apaixonou, seja o que for. E aí é que tá, eu acho que é nesse momento que descobrimos como a pessoa quer se mostrar. SÓ QUE, nós temos uma tendência enorme de IDEALIZAR pessoas e não enxergar o que é REAL, o que está sendo mostrado ali, bem na nossa cara, com fonte arial black 512.

E aqui entra algo muito sutil; quando estamos envolvidas emocionalmente, dificilmente percebemos o outro como ele é.
A gente quer fingir que é aquela pessoa ideal, ou seja, que está no plano das nossas ideias. E ai o que fazemos?? Aceitamos migalhas. Por que? Porque estamos com fome de qualquer coisa. Não estamos escolhendo, estamos aceitando o que vem, mesmo que não seja o melhor pra gente. (Ai, essa doeu).

Por isso, é tão importante a gente se alimentar antes de exigir algo do outro, e isso significa: NUTRA-SE DE VOCÊ! Entenda o que te alimenta. O que é importante pra você? O que te satisfaz? Quais são seus valores? O que você não negocia de forma alguma? Tenha isso anotado se for preciso, faça isso para não aceitar qualquer porcaria jogada por ai. Quanto mais alimentada você estiver de você, menos você precisará de algo do outro, se vier vai ser para TRANSBORDAR, e não uma miséria de afeto que não tem solidez.

Não seja uma pedinte carente que aceita qualquer coisa que te oferecem, saiba escolher o que te nutre. A real é que ninguém curte pessoas que estão implorando por algo, isso não é nada atraente, e não adianta fingir, energia não mente!

Espero que tenha ficado clara a ideia aqui, depois vou comentar mais sobre isso lá no meu insta, @rochacarolyne.
Beeeeeijos, Carol ❤

Voltando pro início do texto, não vá carente conhecer alguém, pois você vai investir seu tempo de forma desnecessária, está mais propícia a ter relações não saudáveis e ainda pode acabar trazendo porcaria calórica pra casa (também conhecido como estrupício). hahaha 

4 comentários em “Pra quem tá com fome, qualquer migalha vira banquete.”

  1. Muitas vezes disperdiçamos o nosso tempo achando que tudo vai voltar a ser exatamente como era antes. Acredito que as pessoas fingem que aquela pessoa é a ideal por medo.
    Perfeita a sua colocação sobre nutrir-se de você! Praticar o autoconhecimento e se perceber ajuda muitoooooo…
    Parabéns pelo post e até o próximo

    Curtir

  2. Nossa!!! É sobre projeção! É o tal de amar a sim mesmo antes de amar o outro porque como podemos amar ao proximo como nós mesmos se não nos amamos? E também tem aquela questão de como podemos conhecer o outro de nem nos auto-conhecemos? Muuuuuito bom demais da conta!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s