Arquivo da categoria: Autoconhecimento

E Quando tudo tá estranho?

Sabe aqueles dias que a gente não tá lá se sentindo muito bem? Que as coisas parecem super estranhas e que ter levantado da cama parece que não foi uma ideia tão boa assim?
Eu sei bem como são esses dias e o quanto eles podem nos desanimar, mas eu trago uma boa notícia: vai passar.

Além de estarmos passando por várias coisas nesse momento, existe um excesso de informações que chegam até nós todos os dias e uma pressão interna para que tomemos alguma decisão e façamos algo (mesmo que a gente saiba que não há muito o que fazer no momento).

E pensando em tudo isso que está acontecendo, eu comecei a perceber o quanto nesse momento, é importante olharmos para nossa energia feminina. Se você não entende muito bem o que é isso, vou explicar melhor: Todos nós, temos 2 energias presentes: feminina e masculina. A energia feminina é uma energia protetora, cuidadora, passiva, nutridora, fluída, calma, receptiva, emocional, intuitiva, flexível, magnética… Mas o que vemos hoje, é uma sociedade estruturada e focada em uma energia totalmente masculina; é a energia da ação, do fazer, ativa, lógica, analítica, controladora, impulsiva, assertiva, protetora, agressiva.
(É só olharmos para o nosso ritmo de trabalho e nossos modelos de produtividade e você verá nitidamente qual energia predomina).

Ambos temos essas duas energias (independente se você é homem ou mulher), só que muitas vezes estamos tão focados na energia masculina, que deixamos nossa energia feminina de lado.
A verdade é que por mais que a gente goste muito de executar e realizar coisas, de nada serve se não pararmos para curtir a jornada; se não apreciarmos nossa evolução; se não apreciarmos o que é feito todos os dias (mesmo que a gente considere que é pouco); se não nos permitimos sentir e nos observar. Por isso é tão importante que saibamos equilibrar essas nossas duas energias, para que elas atuem juntas visando o mesmo objetivo. Independente de você ser homem ou mulher; busque equilibrar suas energias porque só assim, cumprir seus objetivos será realmente prazeroso.

Eu sempre tive uma energia masculina muito forte dentro de mim, era de ir atrás, fazer acontecer (fazendo jus ao meu ascendente em áries) e tudo tinha que ser muito lógico. Mas de uns tempos pra cá, assumindo outras responsabilidades, eu percebi o quanto eu não estava apreciando a caminhada. O quanto eu fazia as coisas por fazer, achava que tinha que sair fazendo tudo e mais um pouco, e o quanto as coisas vinham muito mais do meu ego do que do meu ser. E isso se manifestava no meu trabalho, nos meus relacionamentos, na minha vida. E confesso que até hoje, para mim é desafiador expressar sentimentos e acolher minhas duas energias (estamos todos aprendendo).

Quando eu entrei no mundo do autoconhecimento e principalmente quando decidi trabalhar como terapeuta de thetahealing, eu tive que aprender a olhar apra esse meu outro lado, descobrir o quanto o sentir era tão importante quanto o ver, o quanto deixar fluir era tão importante quanto fazer, e o quanto se entregar e confiar era fundamental pra que eu não sentisse que estava carregando o mundo nas costas.

Se você se sente de certa forma pressionado(a) ou achando que o dia ta mega estranho, eu listei algumas coisas que me ajudam bastante a me reconectar comigo mesma:

1.  Atenção com a alimentação
Nesse ritmo intenso, estranho e sei lá o que que estamos vivendo, é comum que a gente descuide da nossa alimentação. Principalmente agora que passamos pela páscoa, eu comi muitos doces e eu percebo que o açúcar me deixa bem caidinha, dá aquela desanimada e é, na minha opinião, uma das piores drogas já inventadas. Além de viciar, é muito prejudicial para nosso corpo. Então, é bom identificar quais são os alimentos que te deixam meio pra baixo e evitar o consumo deles.

2. Hora de descansar
Pausa no mundo! Tem uma frase que diz: “Antes de desistir, descanse” e eu acho super válida aqui. Em alguns momentos a gente só precisa de uma pausa, descansar um pouco, ficar off, quietinha, para depois voltar aos poucos. Sei que tem gente que vai dizer que é impossível parar e se desconectar, mas não é. E vou te falar, se você não souber seus limites e a hora certa de parar, teu corpo fará isso por você sem sua autorização prévia.

3. Observe-se
Aqui to falando do simples ato de você se observar. A meditação traz essa ferramente incrível que é a auto observação, mas nem precisa meditar pra fazer isso. Apenas se observe, fique olhando seus pensamentos, enquanto olha pro nada 🙂 Eu fiz isso enquanto olhava da varanda o movimento na rua.

4. Criatividade
Qualquer atividade criativa me ajuda muito também. Pode ser ler um livro legal, escrever, pintar (adoro), ouvir música, dançar, tudo isso me ajuda a me sentir mais em paz comigo mesma.

Mas assim, sem pressão tá? Tem dias que serão confusos do início ao fim, mesmo fazendo essas coisas e ta tudo bem! O importante é sentir que esse dia está lá e que ele aconteceu.
Eu parei de achar estranho me sentir estranha e to aceitando o que vem, sabe? Já que é pra ser assim, que seja!

Recomendo super meu podcast também, disponível no SPOTIFY.

Beijos Carol ❤