Tá com medo do Sucesso?

Será que você sofre disso?

A princípio parece absurdo pensar que alguém pode ter medo do sucesso. Se você perguntar para qualquer pessoa na rua se ela quer ter sucesso, provavelmente a resposta seria SIM. Mas, se você perguntar se ela está disposta a pagar pelo preço desse sucesso (que muitas vezes é muito menor do que imaginamos) ela com certeza vai pensar bem mais antes de responder. Por incrível que pareça, o sucesso pode ser o maior medo do ser humano.

Lendo alguns livros que falam sobre isso, entendendo como o nosso sistema de crenças funciona, e até por conta de alguns atendimentos, comecei a perceber que é real, a gente tem medo mesmo do sucesso, mas não é um medinho não, é um MEDÃO. Medo de ser MARAVILHOSAMENTE, TERRIVELMENTE, ESTRONDOSAMENTE bem-sucedido. E sabe de onde vem esse medo? Vem da forma em que fomos estruturados e condicionados a pensar; socialmente, culturalmente e geneticamente.

Desde a infância, somos incentivados a não falar sobre nossas qualidades, habilidades e aptidões, mas sim, a olhar mais para os nossos defeitos, erros, e “coisas para melhorar”. (Existe uma linha tênue entre saber valorizar ajudando a crescer/construir e superestimar. É necessário sempre buscar o meio termo).

Algumas pessoas também conhecem esse medo pelo nome de: auto sabotagem, procrastinação ou resistência. Ficou mais familiar agora?
Sabe quando você começa a fazer algo que gosta, que te traz felicidade, que você está indo bem, tem sido reconhecida(o), conhece uma pessoa super maravilhosa na sua vida, a vida ta fluindo, e ai você ouve uma voz que diz: “pera ai, talvez não seja a hora ainda”, “melhor ir com calma”, “quanto maior o voo, maior a queda”, “tá tudo indo tão bem que logo algo de ruim pode acontecer”, “não se pode ter tudo”, “ou é feliz no amor, ou no trabalho”, e todo esse blá-blá-blá de crenças que você já tá acostumada(o) a ouvir, mas tem uma que é clássica e terrível: “É bom demais pra ser verdade.” altere esse pensamento para: “É bom demais e É verdade!”.

Se você ainda não se convenceu de que pode sofrer dessa síndrome terrível destruidora de pré candidatos ao sucesso, tire um tempo pra você, coloque o mundo no mute, fique sozinha(o), medite (se puder), e pergunte-se, SEM FILTRO, SEM SENSO:

  • O que é sucesso pra mim?
  • Qual o lado ruim do sucesso?
  • Esse sucesso afetaria meu relacionamento com minha família? Eles me sugariam/abandonariam ou apoiariam?
  • E com meu/minha parceiro(a)? Ele(a) entenderia? Se sentiria à vontade com isso? O que mudaria no nosso relacionamento?
  • E meus amigos? Continuariam comigo? Ou quem tem sucesso só atrai oportunistas?
  • Qual o preço do meu sucesso? Do que eu teria que abrir mão?
  • Qual o pior de me expressar e me mostrar para o mundo?
  • Se eu tiver sucesso, serei amada(o)?
  • Se eu tiver sucesso, continuarei sendo espiritualizada(o)?
  • Se eu tiver sucesso, ficarei perto de Deus? Ou ele só gosta dos “humildes”?
  • O que mudaria na minha vida se eu tivesse todo o sucesso que imagino?
  • Meus pais tiveram sucesso no que faziam (na sua opinião)?
  • Se eu fizer mais sucesso que os meus pais, continuarei sendo amada(o) por eles?
  • Se eu fizer mais sucesso do que minha família, continuarei me sentindo pertencente?
  • Se eu fizer sucesso, ainda terei tempo para mim? Para as pessoas que eu amo? Ou quem tem sucesso não tem tempo?

É muito importante destacar que sucesso é algo que muda de pessoa para pessoa. Não julgue o que o outro aspira como sucesso, muito menos o que você sente sobre isso.

Essas são algumas das muitas crenças que podem envolver o sucesso e você nem sabe. Essas perguntas podem ajudar a descobrir algumas delas. Pode ser também que existam crenças mais enraizadas, e seja necessário um aprofundamento maior para entender como identificar e ressignificar isso. Eu uso muito o ThetaHealing e recomendo muito pois ajuda demais! Tem outras técnicas que ajudam também: ho’oponopono, eft, entre outras, veja a que faz mais sentido pra você.

O sucesso envolve sim enfrentar o desconhecido, se abrir para o novo, perder algumas pessoas pelo caminho, sustentar um novo patamar na sua vida e abrir mão de algumas coisas para receber coisas ainda melhores, então por que tanto apego? Confie.

“O medo é uma bússola, é um sinal que você está no caminho certo, pois se não houvesse amor por essa escolha, não haveria medo”.

Steven Pressfield

Observe sua vida. Suas atitudes condizem com esse seu desejo de sucesso? Ou você tem cada vez mais se anulado para não ter o sucesso que você gostaria? Pegue o medo pelo braço e leve ele com você!
A criação, o universo, a Musa, Deus, seja lá o que for, quer se expressar a partir de você, através de alguns talentos que só você possui, permita emanar toda essa expressão do seu ser, seja como for! Faça o divino se orgulhar de sua obra.

Sabe aquele projeto guardado na gaveta que só de pensar seu coração se enche de felicidade? Invista seu tempo e sua energia nele, você pode se surpreender com os resultados desse investimento 🙂

Espero que esse texto ajude e sirva de reflexão, caso queira se aprofundar um pouco mais nesse assunto, recomendo 2 livros que para mim, foram incrivelmente transformadores: “O caminho do artista” e “The war of art” Valem muito a pena!

Beijos, Carol <3

#medo #medodosucesso #sucesso #thewarofart #ocaminhodoartista #livros #autoconhecimento

2 comentários em “Tá com medo do Sucesso?”

  1. Nossa, Carol… Esse post me fez refletir sobre todas as coisas e projetos que não persisti em continuar desenvolvendo(como meus jogos, meus contos, meus aplicativos, lançamento de cursos) simplesmente porque algo me tirava da zona de conforto, como se eu estivesse confortável em apenas começar, em apenas lançar aquilo e não continuar cuidando, persistindo para que aquela ideia crescesse e florescesse e desse algum fruto, é como se eu tivesse medo de ver o resultado de um trabalho duro, medo de realizar meu sonho, puro medo do desconhecido (porque o conhecido – o não sucesso – já estou acostumado e estou confortável). Meus pais até que sempre me apoiaram em continuar fazendo as coisas que faço, as situações têm acontecido de forma que contribuíram para eu realizar tudo o que eu desejo de certa forma, mas mesmo assim algo em mim resiste para que eu não faça o que eu nasci para fazer… Como se estivesse com medo da morte… Provavelmente é o meu ego, pois para cada mudança existe uma morte… eu já deveria estar acostumado com tantas mortes… tantas mudanças, mas estranhamente não estou… talvez nunca esteja, mas depois de ler este post simplesmente quero continuar… Gratidão!!! S2

    1. ahhhhh que lindo, obrigada demais por compartilhar <3 Lembra da resistência né? hahaha mas as vezes a gente não quer tanto assim realizar aquilo e tá tudo bem também! Precisa entender se isso faz sentido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *