Arquivo da tag: #principal

Apenas Palavras: Minha contribuição para a leitura.

Esses dias, eu estava dando uma pesquisada em projetos voluntários que envolvessem leitura, (sou uma grande adepta a leitura depois que comecei a perceber o quanto mudou minha vida) e o que mais me chamou atenção é que a maioria dos projetos envolvem crianças (o que é ótimo, representam o futuro do planeta e são fáceis de trabalhar). Mas eu fiquei pensando: se nós estamos educando essas crianças, é muito importante que também tenhamos esse hábito de introduzir cada vez mais a leitura no nosso dia-a-dia. E ai pensando nisso e no quanto meus amigos pedem indicações de livros, eu tive uma ideia; decidi criar um projeto que se chama Apenas Palavras para incentivar a leitura.

E como funciona esse projeto?
É tão simples que dá até gosto! Eu vou divulgar os livros que mais têm me ajudado nesse meu processo de desenvolvimento pessoal/ autoconhecimento/entender melhor a vida e explicar coisas do tipo: o que me motivou a ler esse livro, a maior lição que o livro me trouxe (aquele insight que clareou tudo!), talvez uma página marcante do livro, enfim vou deixar minha intuição me guiar! Ah, e de quebra ainda vou deixar um link de onde eu compro meus livros para que você possa comprar também 🙂 de nada!

Se você achar que esse livro bate com o que você quer no momento, é uma ótima oportunidade de se aprofundar mais nisso.

E tenho 3 observações super importantes:
1- Eu não empresto meus livros. Mas eu deixarei o link de onde você pode adquirir. <3

2- Eu não faço resumos! E não confunda resumo com resenha, são coisas diferentes. Não sou muito a favor de resumos pelo simples fato de que o autor já está passando a visão dele de uma forma resumida, e quando você lê um resumo, ele foi escrito por outra pessoa, então é meio que o resumo do resumo. É a visão com muito mais filtros. Nada contra quem lê resumos, mas esse não é meu método.

3- Não é porque estou recomendando um livro que eu concordo com 100% do que está lá, mas significa que tem um conceito que para mim, fez sentido, você precisa entender se faz sentido para você também.

Ahh, então isso significa que agora você precisa ler 3 livros por semana? Não. Nada em excesso faz bem, acho que isso pode até ser uma fuga da realidade também, tudo precisa de um equilíbrio, mas é necessário que leiamos mais, principalmente no Brasil, nossos índices de leituras são os um dos mais baixos que existem!

Você decide sempre o que é melhor, e qual a frequência que mais se encaixa no seu momento atual.

A leitura traz uma visão diferente sobre as coisas que talvez você não estava conseguindo enxergar.

Espero que sintam afinidade com os livros indicados. <3
Até as próximas leituras! Beijos, Carol.

#livros #autoconhecimento #apenaspalavras

#leiamais #livros #indicaçãodelivros #indicaçõesdelivros #euapoioaaleitura #lerfazbem

5 Coisas que tornam qualquer homem (ou pessoa) mais atraente.

Ahhh como faz tempo que eu queria falar sobre isso. To dando de mão beijada um top 5 de ouro que acho que não vale só para os homens, mas para todas as pessoas. E sabe qual a melhor parte? Que não estou falando de aparência física e sim de comportamento, ou seja, qualquer um pode aprender! 🙂 E claro, a dica mais importante ficou no final.

1- Bom humor.

Com certeza esse é o meu top 1. Não tem coisa mais atraente do que uma pessoa que te faz sorrir. Você se sente incrível, viva, de quebra dá aquela trabalhada no abdômen, sai uma risada de porquinho, relaxa os músculos e por uns minutos parece que todos os problemas sumiram. A risada traz várias emoções positivas junto com uma explosão de hormônios. Mas atenção, estou me referindo àquele bom humor saudável, e não quando um ri e o outro se sente ofendido ou humilhado. Ficar rindo dos outros ou fazer fofocas, também não entra nesse quesito, isso se chama sarcasmo, não tem nada a ver com bom humor!

2- Inteligência.

Muitas pessoas associam a inteligência com lógica/matemática, mas para mim, vai muito além disso. Existem vários tipos de inteligências, e no dicionário, inteligência significa: capacidade de compreender e resolver novos problemas e conflitos e de adaptar-se a novas situações.
Uma pessoa inteligente é aquela que busca aprender e se aprofundar mais e mais em si. Que sabe que o aprendizado é eterno e que o estudo não acaba junto com a escola. Nem preciso citar que pessoas que leem tem um lugar especial no meu coração né? <3

3- Gentileza

Tá aí uma característica que é muito relevante para mim. Aquele que trata os outros bem, com respeito, gentileza e educação, com certeza aprendeu como funciona o jogo da vida. Durante nossa caminhada, precisamos de pessoas ao nosso lado pois é impossível fazer tudo sozinho (a). E tratar os outros bem, é o mínimo que devemos fazer. Relacionar-se com os outros é uma troca e devemos entender e respeitar isso. Eu não suporto gente grosseira e estúpida com os outros só por achar que aquela pessoa é “inferior”. Se ninguém te contou ainda, preciso contar: no fim das contas, todos vamos para o mesmo lugar!

4- Saber se cuidar.

Saber se cuidar não demonstra que você é “menos homem” (sim, em pleno 2019 eu tenho que falar isso), mas sim, que você sente carinho pelo seu corpo, pele e mente. Aqui entra aqueles homens que cuidam bem da alimentação, passam um creme de vez em quando (ou sempre <3), andam limpos, roupa bem lavada, cheirosos hahaha (adoro, melhor parte) sabe cuidar da mente também (meditam, leem, fazem cursos…) Tudo isso demonstra o quanto ele respeita o corpo e sua própria evolução. Mais um que tem um lugar especial aqui <3.

5- Postura

Além da linguagem corporal que é muito importante, afinal se você ficar de cabeça baixa, ombros caídos, olhando pro chão, isso não é algo atraente de forma alguma e o seu corpo FALA. Então, preste atenção na postura. Além disso, saber o que falar e como falar conta muito. Eu sei q as vezes fazemos papel de “bobo” e mesmo assim está tudo bem, é até muito bom ser espontâneo! Ganha vários pontos! E eu não quero dizer que você precisa ficar o tempo todo pensando no que vai falar, mas é importante saber fazer isso sem magoar o outro ou causar algum transtorno. Sei que às vezes pode ser desafiador, mas tudo é uma questão de treino 🙂

E tem uma dica EXTRA e a MAIS IMPORTANTE:

*Prestar atenção genuína no outro*.

Se tem alguém com você, conversando, trocando ou compartilhando informações, se conecte com essa pessoa genuinamente, pois ela está compartilhando com você a coisas mais importante que temos hoje: o tempo. Então, preste atenção no que ela fala, EVITE mexer no celular, isso é uma forma inconsciente de fugir do assunto e como linguagem corporal demonstra que você não está tão interessado assim no que a pessoa está falando naquele momento. Então bora encarar as coisas sem recorrer à muletas?

E claro, a coisa mais importante de tudo o que eu disse: não tenha medo de ser quem você é. Se a pessoa quiser ficar com você é ótimo e se ela não quiser, é ótimo pra você também. Queira ao seu lado quem quer ficar por você ser você.

Tudo que citei aqui são minhas observações e opiniões pessoais, se você acha que tem mais alguma coisa que não coloquei aqui, comenta aqui, me conta que eu vou amar saber e quem sabe fazer a parte 2 desse post! <3
Beijos, Carol!

4 Lições valiosas que aprendi morando sozinha e levo pra vida.

Meu desejo de morar sozinha veio desde muito nova. Quando eu tinha 6 anos eu já ficava sozinha em casa à noite porque era só eu e minha mãe e ela fazia plantão (enfermeira) para conseguir nos sustentar. No fundo eu acho que ela já estava me educando para aprender a me virar sozinha.

Com 13 anos, eu já pesquisava apartamentos na internet, sonhando em ter minha independência, privacidade e meu cantinho. Morar sozinha se tornou um grande sonho, pois era a representação da minha liberdade que sempre foi algo que valorizei muito. Aos 20 anos, tive a oportunidade de morar com uma amiga, e depois de um tempo, ela decidiu ir embora e fiquei sozinha.

Então, o que era um sonho, se tornou também, um grande aprendizado. Percebi que algumas coisas me ajudavam não apenas com a casa, mas também na minha vida como um todo, então juntei algumas das diversas coisas que aprendi para passar pra quem também sonha com isso e quem sabe contribuir de alguma forma:

 

1- Você não precisa saber tudo.

dica11.gif

Acredite se quiser, você não precisa saber cozinhar, matar barata, lavar roupa, ou qualquer outra coisa para morar sozinha(o).
Sabe por que? YouTube e Google te ensinam quase tudo! (mas é importante que você tenha internet senão não rola :). Eu morria de medo de dar esse grande passo por não saber fazer as coisas dentro de casa, (nem arroz eu sabia fazer) pois minha vó sempre soube fazer tudo (trocar chuveiro, martelar as coisas, consertar o carro, cozinhar, etc) então eu não precisava me preocupar com isso. Maaaaas, a vida sozinha te força a aprender algumas coisas (que no fundo é bem legal) e sério, tudo que eu preciso saber, eu aprendo. Isso me trouxe uma coragem absurda para realizar as coisas que eu quero, até trocar meu chuveiro foi prazeroso pra mim, foi uma conquista! Lâmpada então? Fichinha.

Então, se você realmente quer, você é capaz de aprender QUALQUER coisa, nunca se esqueça disso. 

 

2- Estude sobre educação financeira.

 

dica2

Ahh, esse é o conselho que eu quero dar pro MUNDO. Estudar educação financeira não significa que você vai ser um economista ou investidor (se quiser também, sem problemas) mas que você vai saber planejar bem seu dinheirinho.
                                                                                                                                                                                          
E por quê eu falo isso? Quando fui morar sozinha, eu tinha o perfil de consumista inconsciente (sabe aquela pessoa que compra sem saber o pq?) e me deparei com vários problemas no apartamento logo de início (encanamento, eletrodomésticos, vazamentos e etc), e adivinha só?
Me ferrei muito, acabei gastando muito mais e eu ainda estava na faculdade (tinha os gastos de lá) e me deparei com um momento muito difícil para mim, me vi pela primeira vez em uma dívida (cartão).

Cheguei um dia em casa e tive que encarar isso de frente.
Peguei meu caderno, anotei todas as contas (fixas, variáveis, juros do cartão e etc). E percebi que não tinha jeito, teria que pegar um empréstimo com o banco (não era um valor muito alto, mas eu nunca tinha passado por isso). Hoje eu vejo que eu podia ter pedido ajuda para minha família e amigos, mas eu pensei “poxa, morar sozinha foi uma escolha minha, tenho que me responsabilizar por isso”.
Enquanto eu planejava uma forma de resolver essa situação, eu fiz uma promessa, para mim mesma; eu NUNCA mais ficaria negativa! E assim eu fiz, paguei todo o empréstimo, fiz e faço grana extra todo mês e ainda invisto meu dinheiro, além de estudar o mundo das finanças (que eu gosto muito), dedico um dia na minha semana para cuidar do meu dinheiro; planejar, investir e nunca mais me permiti ficar no vermelho.

Eu aprendi da forma mais difícil, mas você não precisa aprender assim, e calma, não estou dizendo que você precisa de uma super reserva para morar sozinha (eu não tinha nada quando fui) mas aconselho que tenha pelo menos uma graninha guardada porque pode ser que sua casa precise de reparos e não é legal ser pego de surpresa.


3- Atenção à saúde e alimentação.

dica3.gif

Uma das coisas complicadas de morar sozinha é que você está SOZINHA. Ou seja, quando você fica doente, não tem ninguém lá pra te ajudar, (eu tenho vizinhos maravilhosos, mas eu não me sinto bem incomodando eles a não ser que seja muito grave) então, você precisa se manter, quase sempre bem, porque se acontecer algo, provavelmente não terá ninguém lá pra te ajudar. É muito difícil eu ficar doente, tenho uma ótima imunidade, mas já passei alguns perrengues do tipo; levantar e ir até o banheiro, passar mal, cair no chão e não conseguir levantar nem pedir ajuda. Então, ter uma boa alimentação, e se manter sempre bem (com os pensamentos também) é algo fundamental se você quer morar sozinha. Faça essa gentileza com você e trate seu físico, mental e espiritual!

4- Selecione bem quem frequenta sua casa (e sua vida).

dica4.gif

Para mim, isso é muito importante, pois acredito que as pessoas têm energias e nem sempre é bom ter aquele entra e sai dentro de casa. E morar sozinha significa contratar serviços; internet, manutenção, encanador, etc.. então tive que começar a pedir indicações de pessoas que eu confiava para realizar os serviços na minha casa.

Eu nunca tive problemas com isso, já passaram alguns técnicos na minha casa que foram super respeitosos, a única vez que fiquei com receio, foi com uma moça que minha amiga chamou para limpar a casa, ela tinha uns papos bizarros (tipo que ofereceram dinheiro pra ela matar uma pessoa mas ela negou) então, ESCOLHA BEM quem frequenta sua casa e sua vida (cerque-se de gente do bem).

Na boa? Esse negócio de festa e chamar gente pra sua casa, vai ser bem mais difícil do que você imagina, no fim, você não quer todo aquele trampo de limpar as coisas. Quer muito mais paz do que ficar esquentando a cabeça.

DICA BÔNUS:

No começo você vai errar muito, errar feio; quando for no supermercado, quando contratar algum serviço, quando lavar roupa e manchar tudo, mas você vai aprender, aprender muito e morar sozinha é um constante aprendizado. E ta tudo bem errar, você é humano, aceite os fracassos mas não se apegue à eles. 

Por enquanto é isso. Com leveza e amor: Carol Rocha. <3